Vila Nova de Famalicão

EDGAR REIS E O SEGUNDO LUGAR NA RAMPA DE SANTA MARTA: “FOI O RESULTADO POSSÍVEL”

2017-06-19

Desporto

Texto:
Zoom Motorsport

Fotografia de:
Zoom Motosport




Foi na Rampa de Santa Marta, quarta prova do Campeonato Nacional de Montanha, que Edgar Reis levou o Porsche 997 GT3 Cup ao segundo lugar da Categoria 2 e ao top 8 da geral.

O piloto do Team Transfradelos apostava na luta pela vitória em Santa Marta de Penaguião, embora as condições da prova não tivessem permitido chegar a esse objetivo. Ainda assim, o segundo lugar na sempre equilibrada categoria dos GT acaba por ser um bom resultado para Edgar Reis.

“A Rampa de Santa Marta é sempre muito difícil para os GT e este ano o calor complicou tudo, principalmente para nós que não tínhamos pneus novos para esta prova”, referiu Edgar Reis. “Conseguimos o nosso melhor tempo na segunda subida oficial mas não deu para chegar ao primeiro lugar. Considero que foi um bom resultado e pelo menos recuperámos alguns pontos a um dos nossos adversários diretos”, concluiu o piloto de Famalicão, que também se mostrou consternado pela tragédia do incêndio em Pedrógrão Grande.

Dentro de sensivelmente um mês disputa-se a quinta prova do Campeonato Nacional de Montanha, a carismática Rampa do Caramulo (15 e 16 de julho), prova que Edgar Reis venceu na categoria em 2016.



Vila Nova de Famalicão

EDGAR REIS E O SEGUNDO LUGAR NA RAMPA DE SANTA MARTA: “FOI O RESULTADO POSSÍVEL”

2017-06-19

Desporto

Texto:
Zoom Motorsport

Fotografia de:
Zoom Motosport




Foi na Rampa de Santa Marta, quarta prova do Campeonato Nacional de Montanha, que Edgar Reis levou o Porsche 997 GT3 Cup ao segundo lugar da Categoria 2 e ao top 8 da geral.

O piloto do Team Transfradelos apostava na luta pela vitória em Santa Marta de Penaguião, embora as condições da prova não tivessem permitido chegar a esse objetivo. Ainda assim, o segundo lugar na sempre equilibrada categoria dos GT acaba por ser um bom resultado para Edgar Reis.

“A Rampa de Santa Marta é sempre muito difícil para os GT e este ano o calor complicou tudo, principalmente para nós que não tínhamos pneus novos para esta prova”, referiu Edgar Reis. “Conseguimos o nosso melhor tempo na segunda subida oficial mas não deu para chegar ao primeiro lugar. Considero que foi um bom resultado e pelo menos recuperámos alguns pontos a um dos nossos adversários diretos”, concluiu o piloto de Famalicão, que também se mostrou consternado pela tragédia do incêndio em Pedrógrão Grande.

Dentro de sensivelmente um mês disputa-se a quinta prova do Campeonato Nacional de Montanha, a carismática Rampa do Caramulo (15 e 16 de julho), prova que Edgar Reis venceu na categoria em 2016.